quarta-feira, 8 de julho de 2009

O DEUS DAS CAUSAS IMPOSSÍVEIS Êx.14


O NOSSO DEUS É O DEUS DAS CAUSAS IMPOSSÍVEIS!

Este texto nos mostra o nosso Deus dando uma reviravolta numa causa perdida, agindo simultaneamente em 3 ÁREAS:


1. REPREENDENDO A INÉRCIA DO SEU POVO – vs 15.

_Às vezes, o problema é tão grande que ficamos como que paralisados, sem ação, inertes.
_Neste momento, Deus nos dá um chacoalhão, um tratamento de choque, pois, sempre há uma parte da solução que cabe a nós, e a nossa parte Deus nunca faz.
-A parte que cabia ao povo naquele momento era marchar: - Diga ao povo que marche, disse Deus!
-Para onde? Rumo à promessa, pela fé. Mexa-se, povo de Deus! Saia da inércia!


2. ORIENTANDO E CAPACITANDO A LIDERANÇA – vs 16.

_Vemos com freqüencia, em toda a Bíblia, Deus orientando e capacitando homens e mulheres para conduzir Seu povo à vitória.
_O povo de Deus deve obediência e submissão aos seus líderes (Hebreus 13.17).
_Muitas vezes o crente deixa de ser abençoado por causa da sua rebeldia e de uma íntima decisão de desprezar os conselhos dos seus pastores.
_É claro é preciso ser cauteloso, pois há muitos falsos líderes. Mas, graças à Deus, há também os líderes honestos e sinceros.
_Verdadeiros homens e mulheres de Deus, que estão consumindo suas vidas em favor das ovelhas.


3. ABRINDO PORTAS E PROTEGENDO A RETAGUARDA – vs 17ss.

_Pelo poder de Deus, o mar se abriu e os egípcios fizeram a loucura de entrar nele, pagando com a própria vida por isso.
_Quando Deus abre uma porta, não adianta o inimigo tentar entrar por ela também para nos ferir pelas costas, pois ela foi aberta para nós, e o próprio Deus se encarrega de proteger a nossa retaguarda, para que não sejamos vítimas de golpes traiçoeiros.
_Entremos com confiança nas portas que o nosso Deus abre.

Conclusão:
_Há uma causa difícil ou impossível em sua vida?
_Não há o que temer.
-Orientado por Deus através de Sua liderança, o povo de Deus tem apenas que sair da inércia e marchar pela fé os caminhos que Deus está abrindo à sua frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário